Andamos apressados, sobrecarregados de responsabilidades, corremos contra o tempo e reclamamos da falta dele quase que o tempo inteiro. “Trabalho muito, não tenho tempo para o exercício”. “Queria fazer um curso, mas não dá tempo”. “Queria visitar mais minha família, mas não dá tempo”. “Queria me alimentar melhor, mas não tenho tempo para isso”. Frases como essa permeiam nossa rotina e nossas conversas de forma tão natural que não paramos para pensar na melhor maneira de organizar nosso tempo e viver de forma mais plena.

E sabe o que acontece quando por algum motivo maior você se depara com mais tempo livre? Você percebe que não falta tempo, falta disciplina. Disciplina para organizar a rotina de uma forma que a gente consiga otimizar nosso tempo e realizar as atividades que desejamos, ainda que o trabalho na maioria das vezes ocupe a maior quantidade de horas do dia.

Não ter tempo deixa de ser uma realidade quando você tem disciplina. Ter o tempo e não ter disciplina não tira você do lugar e ainda te faz ter a sensação de inutilidade ou baixo desempenho.

E como ter disciplina? Talvez não existe uma fórmula precisa, é muito pessoal, cada um encontra um método que seja efetivo, mas podemos atentar para alguns pontos comuns:

  1. Diga NÃO a PROCRASTINAÇÃO, ela pode ser a grande vilã da sua rotina.
  2. Faça uma LISTA DE TAREFAS que precisam ser executadas dentro daquele dia ou semana. Elencar PRIORIDADES é importante.
  3. Divida seu dia em BLOCOS DE TEMPO e enquadre as tarefas listadas dentro desses blocos.
  4. Reduza as distrações. Facebook, insta, entre outros, são grandes LADRÕES DE ATENÇÃO e muitas vezes comprometem nosso desempenho.
  5. ESTABELEÇA ALGUNS LIMITES. Eles nos ajudam a criar regras pessoais que não são limitadoras, mas sim facilitadoras.
  6. COMECE AGORA e procure manter o hábito da organização pelo prazo mínimo de 3 semanas para que a organização seja enraizada na sua rotina.

Parece bobeira falar sobre isso, mas é unânime a sensação de que o tempo passa cada vez mais rápido, se não prestarmos atenção nesses pontos, a vida simplesmente passa por nós, sem que a gente passe por ela de maneira efetiva, representativa, significativa, além de comprometer a realização dos nossos sonhos e nossa evolução pessoal e profissional.