Apresentação1

Não sei exatamente a data, mas não faz muito tempo, eu DESPERTEI, foi como acordar com o céu azul, sem nuvem nenhuma, dentro do meu próprio quarto. Eu me apropriei da minha missão, sem saber ao certo a complexidade dela, topei a parada. Me espreguicei, levantei os braços e fiz uma promessa, a Deus e a mim mesma: eu não vou passar em branco. Desde então me acompanha nessa jornada uma mente totalmente inquieta e desassossegada, ficou mais difícil dormir, as vezes o sono vem, mas a cabeça nem sempre para. “O que? Como? Quando? Onde? Que dia? Que horas? Que jeito? Para quem? Com quem? Por que? ”. Quando encontramos um propósito, o caminho não se torna mais fácil, mas a gente ganha mais força.

Precisei rever alguns conceitos, distorcer alguns olhares, quebrar algumas barreiras internas, deixei de buscar a perfeição, acolhi a diversidade, aceitei que tenho sim o direito de errar, assumindo as consequências, é óbvio, com isso, consegui aceitar melhor os erros dos outros também. Passei a buscar leveza, serenidade, paz de espírito e sabem onde eu encontrei ou melhor, continuo encontrando tudo isso? Nas próprias pessoas que correm do meu lado. Sabe aquela história de que basta um olhar para que tudo mude de lugar? O fato de ter uma essência otimista ajuda, com isso, consegui valorizar aquela coisinha boa que existe dentro de cada um e aí me dei conta do tanto de gente boa que tem espalhada por aí. Quando a gente coloca o coração como bússola a coisa flui, você tropeça com gente do bem.

Receber todas as mensagens, todos os abraços, todos os olhares, toda energia boa, me faz seguir com a certeza de que em meio a alguns tropeços, eu tenho sim acertado o passo. O carinho, o cuidado, a lembrança de cada um é combustível para que eu continue acreditando que o mundo tem jeito sim, a gente só precisa ter sensibilidade com o ser humano que existe dentro de cada um.

Vou ousar e citar uma das maiores compositoras que conheço, Maria Bethânia diz numa linda música: não mexe comigo, que eu não ando só, que eu não ando só. E não ando mesmo, além de ter sempre uma força maior que me guia, eu ando com cada um que abre espaço no coração para que eu possa entrar e é isso que me faz grande, é isso que me enobrece e não é que eu tenha sorte não, é que eu fui feita de amor da cabeça aos pés.  

Hoje eu me sinto em paz, renovada, pode vir 26, pode vir mais um ano, pode vir mais e mais desafios, se vocês continuarem comigo, vai dar tudo certo. Obrigada!

“O menino Deus brinca e dorme nos meus sonhos, o poeta me contou. Não mexe comigo, que eu não ando só. Eu não ando só, que eu não ando só, não mexe não…”

Sugestão de música para começar a semana: http://www.youtube.com/watch?v=WqYDUcv0HAM.

Eis que vos apresento, os culpados:

IMG-20151220-WA0075