Tags

, , ,

WikiSegunda feira dia de recomeçar, afinal, o final de semana existe para repor as energias e nos dar força para começar a semana bem. (Re)começar implica em organizar, planejar. Eu tenho o hábito de apertar o play da segunda feira procurando leituras interessantes, hoje não foi diferente e em meio a tantas informações disponíveis na internet me espantei com a quantidade de dicas, lições e sugestões. Dicas de como se promover sem parecer um idiota, lições para ser um empreendedor de sucesso, sugestões de como manter um bom marketing pessoal, entre outras milhões de possibilidades. São tantas lições que parece fácil ser uma pessoa e um profissional de sucesso, mas as dicas deixam a desejar no critério profundidade, muita coisa superficial, são poucas as que verdadeiramente fazem sentido.

Uma delas hoje me chamou atenção, faz referência a lições sugeridas pelo autor Peter Drucker, o cara conhecido como o pai da administração moderna, quem estuda na área em algum momento já ouviu falar. A leitura que fiz descreve 10 lições, eu vou comentar apenas algumas delas.

A primeira parece um pouco óbvia demais, mas é sempre bom parar para pensar: se você continuar fazendo o que fez no passado, você fracassará. Não tem segredo e parece simples, mas algumas pessoas não se dão conta da importância disso e culpam outras pessoas, a política, a crise, o país por não atingirem objetivos pessoais. Fazer as mesmas coisas sempre gera os mesmos resultados e gerar sempre os mesmos resultados com o passar do tempo acaba gerando frustração. É necessário pensar fora da caixa, só assim vamos superando nossos limites e evoluindo e é evoluindo que não batemos de frente com o fracasso. Repense, reorganize, refaça, recomece de maneira diferente quantas vezes forem necessárias, as tentativas não se esgotam.

A segunda me soa muito inteligente: aborde os problemas com ignorância. Quando somos leigos em algum assunto, tomamos o maior cuidado do mundo para não tomar uma posição precipitada. Buscamos leituras, reflexões, conversamos com pessoas que possuem conhecimento no assunto, nos espelhamos em outras pessoas com vivências parecidas, com isso, nos sentimos capazes e seguros naquela situação. Quando falamos de problemas todo cuidado do mundo é pouco, seguir esse caminho talvez seja o grande segredo, a ignorância nesse caso não nos cega, mas nos faz despertar e agir com humildade. A maior ignorância é achar que somos inteligentes e preparados demais para qualquer problema.

Desenvolva seus conhecimentos extras. A dinâmica do mundo atual exige flexibilidade para encarar a rotina. Ter conhecimentos extras e em diferentes áreas de atuação pode ser um grande diferencial, isso ajuda você a pensar fora da caixa e acaba gerando insights para solucionar problemas que no início parecem não ter saída. Se você é engenheiro faça um curso de gestão de pessoas. Se você é administrador procure um curso de fotografia. Se você é matemático, faça um curso de pintura. Se você é músico, faça um curso de excel. Se você é físico, faça aula de piano, enfim, procure fazer coisas que explorem habilidades e conhecimentos que não foram provocados até agora. Se duvidar é no curso de fotografia que você vai encontrar a solução para o problema de logística da sua empresa, sair da zona de conforto é fundamental.

É preciso conhecer as pessoas para liderá-las. Não precisamos ser gestor para liderar pessoas, o exercício da liderança pode ser praticado independentemente do nível hierárquico que você assume dentro da organização, do seu círculo de amizades e até mesmo no seu ambiente familiar. Se aproximar das pessoas, conhecer as habilidades e os receios de cada uma, faz com que você “vista” os olhos da pessoa e naturalmente consiga explorar os pontos positivos, minimizar os negativos, encontrar soluções e ser reconhecido como um líder assertivo. Liderança implica em saber ser humano, ser humano implica em aproximação com outro ser humano, a aproximação gera empatia, empatia gera aproximação, ambos resultam em evolução.

Retomando o que disse no início dessa reflexão, as lições são inúmeras, algumas fazem sentido, outras não. Nós nos reconhecemos e nos identificamos em algumas de acordo com o momento em que estamos vivendo. O mais interessante é que se cada um ensinar aquilo que sabe, somos capazes de gerar uma plataforma de aprendizagem colaborativa, em que todo mundo sai ganhando. Se você é capaz de aprender, é capaz também de ensinar, multiplique suas ideias, é assim que construímos significados.

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina…” Cora Coralina

Autor: Juliana Zanona