Tags

, , ,

FOTO 3Um dos assuntos que hoje em dia mais me deixam preocupada e em algumas situações até chateada é o DINHEIRO, muita gente diz por aí que dinheiro não é problema, é solução, eu concordo, mas infelizmente uma minoria (e quando digo minoria, é minoria MESMO) é que tem o privilégio de dormir tranquilo, sabendo que todas as contas serão pagas dentro do prazo, que todos os seus desejos financeiros serão satisfeitos, que além de conseguir comprar tudo que quer também vai conseguir fazer todos os cursos que deseja e que a viagem de férias será dos sonhos.

Passa a primeira quinzena do mês e a preocupação vai ganhando maiores proporções, além disso, planejar o futuro também gera algumas noites de sono mal dormidas, afinal, será que daremos conta? Será que conquistaremos o reconhecimento que merecemos? Ou ainda, será que encontraremos o caminho e dedicaremos esforços suficientes para suprir nossas necessidades? Será que teremos emprego no próximo mês ou ano? Quando se trata de dinheiro, temos muito mais perguntas do que respostas.

Parar para pensar nessas questões talvez não nos ajude a ter respostas prontas, mas acaba nos mostrando algumas possibilidades, digo isso por acreditar. Ainda não consegui acertar minhas contas e poupar todos os meses, além disso, me sinto num barco furado quando penso em comprar minha casa própria, mas por ironia, o assunto do meu TCC há 3 anos atrás foi sobre Planejamento Financeiro Pessoal, nele aprendi algumas teorias interessantes que ainda tento colocar em prática.

Dinheiro, educação financeira, finanças, planejamento financeiro, entre outros termos, são assuntos vistos como objetos de difíceis entendimentos por grande parte das pessoas, para ajudar, aqui no Brasil esses assuntos ainda são pouco explorados, mas bem no fundo compreender essa questão não é a coisa mais difícil do mundo, basta dedicar atenção e mostrar um pouco de interesse que as coisas vão ficando mais claras, a maior dificuldade é colocar os aprendizados em prática mesmo, porém, entender do assunto já é um grande passo.

Considerando tudo isso, é importante que cada um, dentro da sua capacidade, comece a fazer um Planejamento Financeiro Pessoal, que nada mais é do que um plano que as pessoas fazem de acordo com seus valores, buscando objetivos de forma a não comprometer a estabilidade financeira familiar. Através dele conseguimos estruturar um orçamento, definir objetivos e planejar aplicações financeiras, no curto, médio e longo prazo, sem grandes contratempos, podendo acompanhar e adequar metas de acordo com o andamento de seu planejamento e o que se espera atingir com ele.

Os benefícios proporcionados por se investir numa educação financeira são notórios, mas o verdadeiro sucesso desse Planejamento depende do empenho e comprometimento de cada um, por isso, perder tempo é perder dinheiro, fique esperto.

“Quantas vezes eu estive cara à cara com a pior metade? A lembrança no espelho, a esperança na outra margem. Quantas vezes a gente sobrevive à hora da verdade? Na falta de algo melhor nunca me faltou coragem. Tenho vivido um dia por semana, acaba a grana, mês ainda tem..” Engenheiros do Hawaii

Autor: Juliana Zanona